Gaúcho Yuri Maia enfrenta ex-UFC Ivan Batman no Aspera 33. Maia substitui Willian Gralha, lesionado

26/01/2016
gf4-277

Yuri “Kong Killa” encara seu maior desafio em março

Foi confirmada no final da tarde dessa segunda-feira, 25, a luta mais importante da carreira profissional do atleta gaúcho e representante da Sombra Team Yuri “Kong Killa” Maia (14v-3d-1NC).

O jovem expoente do MMA gaúcho, com passagem por um dos maiores eventos do esporte do leste europeu (M-1 Global) ira medir forças contra o ex-campeão dos Peso Leve do Jungle Fight Ivan Jorge “Batman” (26v-5d), experiente lutador que foi desligado do UFC após uma passagem de 4 combates na maior organização de MMA do planeta.

O embate, marcado para o mês de março na cidade catarinense de São José, acontece no cage do Aspera FC 33. Maia entrou no card do evento substituindo o seu companheiro de treino Willian “Gralha” Alves, que restou lesionado durante os treinos e que deverá sofrer uma cirurgia no nariz.

Vindo de 2 triunfos, Yuri Maia fez apenas uma luta em 2015, mas uma luta que marcou a sua primeira finalização dentro de um octógono. Maia derrotou o uruguaio Nestor Machado no X-Fest 8. Sabedor da importância desse duelo, Yuri já enxerga um futuro melhor, caso tenha o seu braço erguido no próximo dia 19 de março em São José/SC.

Eu terei minha primeira luta de MMA desse ano, será dia 19 de março em Santa Catarina, com transmissão ao vivo no Esporte Interativo contra o ex-UFC Ivan Batman. Vou com tudo pra essa luta, pois vejo uma oportunidade para o meu futuro, pois o ditado popular diz que que ganhando de um ex-UFC, você tem muitas chances de entra para o UFC. Então, conto com o apoio e as orações de todos que gostam de mim e do meu trabalho, pois essa será a luta mais importante da minha vida e, creio que Deus me dará a vitória, pois chegou a hora do mundo me conhecer e para fazer a vontade daquele que me enviou.

Anúncios

Campeão Fabrício Werdum também está fora do UFC 196. Gaúcho enfrentaria Stipe Miocic

25/01/2016

Nem Velásquez, nem Miocic. Werdum está fora do UFC 196

Tão logo após a confirmação do nome do Peso Pesado Stipe Miocic como sendo o novo desafiante ao título da divisão contra o campeão Fabrício Werdum, substituíndo o ex-campeão Cain Velásquez lesionado, os fãs do MMA tiveram outra surpresa nesta segunda-feira, 25.

Da mesma forma como Velásquez anunciou a sua retirada da luta principal do UFC 196 por conta de uma lesão, o gaúcho Fabrício Werdum também comunicou a sua impossibilidade de fazer a luta defendendo o seu cinturão contra Miocic.

Lesões nas costas e no pé foram as responsáveis pela saída de Fabrício Werdum do card do UFC 196, que ocorre no dia 06 de fevereiro próximo, decisão tomada após conversas com o líder da Kings MMA Rafael Cordeiro, responsável pelos treinos do campeão.

Eu já estava ferido. Eu tenho uma lesão no pé, e não consegui treinar chutes por duas semanas. Ainda lutaria com o Cain, mas também machuquei minhas costas. Fui ao médico, tentei continuar treinando, mas não consegui como deveria. Decidi não lutar porque não estou 100%. Se o Cain fosse o oponente, eu iria. Não é culpa dele, de ninguém. Lesões acontecem. Você não pode evitá-las, faz parte do esporte.

 


Após confirmada sua saída do card do UFC 196, Cain Velásquez se desculpa com Werdum

25/01/2016
cain-velasquez-ufc-188

Velásquez usa perfil no Facebook para se desculpar

O aguardado rematch entre o atual campeão dos Pesos Pesados do UFC Fabrício Werdum e o ex-dono do cinturão Cain Velásquez já entrava em sua contagem regressiva.

Entretanto, em decorrência de uma lesão nas costas, o lutador da AKA teve que se afastar da disputa e ser substituído por Stipe Miocic, que irá enfrentar o gaúcho Fabrício Werdum no próximo dia 06 de fevereiro.

Usando a sua conta no Facebook, Velásquez pediu desculpas ao gaúcho e reafirmou que “irá se encontrar em breve” com o campeão dos Pesos Pesados.

Confira o texto completo publicado no perfil oficial do lutador Cain Velásquez:

Tenho certeza que vocês ouviram a notícia de que não poderei lutar no UFC 196. Eu não consigo nem começar a dizer o quanto estou desapontado e como estou me sentindo por desapontá-los. Tenho ouvido e lido todas as mensagens de apoio, desde a minha última luta e durante todo esse camp, então gostaria de agradecê-los por isso.

O camp de treinamento foi difícil nas últimas semanas, mas às vezes, não importa o quanto seu coração e mente queiram vencer uma lesão, a recuperação tem o seu próprio tempo. Nós pensamos que conseguiríamos superar, mas tivemos que aceitar a verdade de que eu não estaria ok a tempo de lutar.

Todos nós lutadores já lutamos contra lesões uma vez ou outra, mas eu não posso ignorar essa lesão, assim como o meu médico já indicou que não olhar para os problemas com o meu nervo ciático poderia me trazer consequências a longo prazo.

Meus fãs merecem me ver competir o mais próximo de 100%. Estou comprometido a entregar isso a eles. Não vou desapontar meus fãs e quero me certificar de fazer as coisas certas para ter uma longa carreira.

Fabricio, espero que você aceite as minhas mais sinceras desculpas. Eu entendo que você possa ver isso como uma desculpa para não lutar. De um profissional para outro, posso te dizer que estava comprometido e buscando competir contra você novamente. Eu tenho o maior respeito por você, como lutador e homem, e nós vamos nos encontrar em breve.

Vou cuidar disso o mais rápido possível. Vou sarar e vou voltar para mostrar o Cain Velásquez que todos vocês merecem ver.


Sinceramente,

Cain


Velásquez se lesiona e Werdum defende título contra Stipe Miocic. Combate ocorre em 6 de fevereiro, em Las Vegas, no UFC 196

25/01/2016
04_beltran_miocic05

Stipe Miocic substitui Velásquez na luta valendo título 

Confirmada a mudança na luta principal do UFC 196, que acontece em Las Vegas no início de fevereiro.

Escalado para a sua primeira defesa de título de Campeão da divisão de Pesos Pesados do UFC, o gaúcho Fabrício Werdum (20v-5d-1e) iria voltar a ficar de frente com o ex-campeão Cain Velásquez. Entretanto, uma lesão nas costas acaba de tirar o lutador de ascendência mexicana do duelo.

Para substituir Velásquez, Dana White confirmou que o atleta croata-americano Stipe Miocic (14v-2d) será o novo desafiante ao título da divisão maior do MMA mundial.

Vindo de uma sequência de 6 vitórias, Werdum ganhou o título interino dos Pesos Pesados em novembro de 2014 ao vencer Mark Hunt, unificando o cinturão quando finalizou Cain Velásquez no UFC 188.

Miocic venceu suas duas últimas lutas contra, respectivamente, Mark Hunt e Andrei Arlovski. No duelo contra Hunt, Stipe Miocic bateu o recorde de golpes desferidos (365) em um combate de MMA.


“Eu estava errado, peço desculpas.” (SILVA, Wanderlei)

15/01/2016
danawhite-wanderleisilva_joaogabriel1024

Dana e Wand, nos tempos em que as relações estavam boas

Os fãs do MMA e, principalmente, da legenda do esporte chamada Wanderlei Silva acompanharam atentamente a sua jornada de ataques contra a maior organização do esporte, logo após o episódio de sua “ausência” ao teste da Comissão Atlética de Nevada e de sua suspensão.

Mesmo suspenso, mas atrelado por um contrato a organização de Dana White, Wand usou de seus canais nas redes sociais para atacar o UFC e seu presidente, acusando a organização de lutas arranjadas além de outras práticas que, segundo o ex-campeão do extinto Pride, prejudicavam os atletas em suas relações profissionais com o evento.

Mas a reviravolta na situação ocorreu ontem. O atleta divulgou uma nota oficial retratando-se de suas declarações. E tão logo divulgado o pedido de desculpas de Wanderlei Silva, houve a comunicação por parte do UFC de que o lutador está livre para lutar em qualquer outra organização.

Leia a Nota Oficial de Wanderlei Silva:

Eu estava errado, peço desculpas.

Em julho do ano passado eu postei uma série de comentários no Facebook e twitter, incluindo repetidas declarações de que o UFC ‘arma lutas’ e que eu poderia ‘provar’. Venho por meio deste retirar essas declarações, já que compreendi que o termo ‘luta armada’ se refere especificamente a ação ou prática ilegal e desonesta de determinar o resultado de uma luta antes que ela seja realizada. Sei que a reputação do UFC seria prejudicada se meus fãs e outros acreditassem que o UFC se envolvia nos resultados, e não tenho nenhuma evidência para confirmar essa afirmação. Peço desculpas por qualquer mal entendido que meus comentários possam ter causado”.


Confirmado: Rafael dos Anjos vs. Conor McGregor pelo títulos dos Leves e Holly Holm duela contra Miesha Tate no UFC 197

08/01/2016
20151220213319544095i

McGregor sobe para os Leves e encara Dos Anjos em março

O UFC 197, que irá ocorrer no dia 05 de março em Las Vegas, só possui 2 combates definidos até o momento. Mas serão duelos que irão concentrar a atenção de todos os fãs do Mixed Martial Arts no primeiro trimestre do novo ano que iniciou a apenas 8 dias.

E a luta principal do evento será muito mais do que uma simples disputa de cinturão da categoria dos Pesos Leves do Ultimate Fighting Championship. No córner vermelho estará o atual dono do cinturão da divisão, o brasileiro Rafael dos Anjos (25v-7d), que vem de 5 triunfos e de uma vitória fulminante em sua primeira defesa de título contra Donald “The Cowboy” Cerrone em 19 de dezembro passado.

No lado azul do octógono, outro campeão vai estar de olhos fixos no brasileiro. Após consagrar-se derrotando o então campeão dos Pesos Penas José Aldo Jr em apenas 19 segundos de duelo e colocar o seu nome na exclusiva galeria de Campeões do UFC, o irlandês Conor McGregor (19v-2d) quer agora o ineditismo de ser possuidor de 2 cinturões de categorias de peso diferentes ao mesmo tempo. Para almejar esse feito, McGregor irá subir para a divisão dos Leves para esse combate.

E a co-luta principal do UFC 197 igualmente contará com outro cinturão em disputa. Dona do título de campeã dos Pesos Galos Feminino após destronar Ronda Rousey em novembro passado, a dona de um cartel perfeito Holly Holm (10v-0d) mede forças contra a desafiante e ex-campeã do extinto Strikeforce Miesha Tate (17v-5d), que vem de uma série de 4 vitórias após ter sido finalizada por Rousey em 2013.

Agora nos resta aguardar a definição das demais lutas do card, com a expectativas de outras grandes lutas.


Após 5 rounds, Robbie Lawler mantém título em combate emocionante contra Carlos Condit. Brasileiro Diego Brandão foi finalizado no 1º UFC de 2016

04/01/2016
cxxl-ziukaepsx9

Lawler e Condit travaram batalha de 5 rounds pelo título do UFC

Em sua primeira edição em 2016, a cidade americana de Las Vegas recebeu o UFC 195, que contou em sua luta principal com a disputa do título de campeão da divisão de peso dos Meio Médios.

Após 5 rounds de muita luta por parte dos dois lutadores, o campeão Robbie Lawler (27v-10d-1NC) venceu o desafiante Carlos Condit (30v-9d) na pontuação dividida dos juízes laterais. O público que aplaudiu de pé a atuação guerreira dos atletas acabou se manifestando de forma negativa ao resultado ser anunciado e o cinturão voltar a ser colocado no em torno na cintura de Lawler.

Carlos é um lutador sensacional, vem de um dos melhores camps do mundo, veio com uma excelente estratégia, mas eu ainda venci. Vamos fazer isso de novo. Ele é tão duro que, toda vez que o vejo lutar, ele prova que todo mundo está errado, vamos parabenizá-lo. Ele foi tudo o que todo mundo disse, é muito duro, técnico e em excelente forma.

Único atleta brasileiro escalado para o UFC 195, o ex-campeão do TUF 14 mediu forças contra o norte-americano Brian Ortega. Vindo de duas vitórias consecutivas na organização de Dana White, Brandão acabou amargando uma finalização no derradeiro round final do duelo. Mostrando uma queda no seu ritmo de luta no último assalto, Diego Brandão acabou sendo quedado por Ortega, mas ao sair por cima e tentar se levantar acabou caindo dentro de um triângulo que acabou forçando o brasileiro a sinalizar a sua desistência.

gettyimages-503208306_1

Diego acabou finalizado por Ortega em um triângulo

Com essa derrota no UFC 195, Diego Brandão teve o seu cartel profissional atualizado para 20v-11d.

Na co-luta principal da noite, os Pesados Stipe Miocic (14v-2d) e Andrei Arlovski (25v-11d-1NC) duelaram com objetivo a mais do que uma simples vitória. Miocic, vencedor do combate, acabou sendo confirmado como o mais novo desafiante ao cinturão de campeão da divisão maior do MMA profissional, atualmente de posse do brasileiro Fabrício Werdum.

Confira os resultados completos do UFC 195: Lawler vs. Condit:

  • Estados Unidos Robbie Lawler venceu Estados Unidos Carlos Condit – Decisão Dividida (48-47, 47-48 e 48-47)
  • Estados Unidos Stipe Miocic venceu Bielorrússia Andrei Arlovski – TKO (socos) – 0’54” R1
  • Rússia Albert Tumenov venceu Estados Unidos Lorenz Larkin – Decisão Dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
  • Estados Unidos Brian Ortega venceu Brasil Diego Brandão – Finalização (Triângulo) –  1’27” R3
  • Estados Unidos Abel Trujillo venceu Estados Unidos Tony Sims – Finalização (Guilhotina) – 3’18” R1
  • Estados Unidos Michael McDonald venceu Japão Masanori Kanehara – Finalização (Mata Leão) –  2’09” R2
  • Estados Unidos Alex Morono venceu Austrália Kyle Noke – Decisão Dividida (29-28, 27-30 e 29-28)
  • Estados Unidos Justine Kish venceu Estados Unidos Nina Ansaroff – Decisão Unânime (29-28, 30-27 e 30-27)
  • Estados Unidos Drew Dober venceu Estados Unidos Scott Holtzman – Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-28)
  • Estados Unidos Dustin Poirier venceu República da Irlanda Joseph Duffy – Decisão Unânime (30-26, 30-27 e 30-27)
  • Japão Michinori Tanaka venceu Estados Unidos Joe Soto – Decisão Dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
  • Canadá Sheldon Westcott venceu México Edgar Garcia – TKO (Socos) – 3’12” R1

%d blogueiros gostam disto: