Volta de Crocop ao UFC é marcada por vitória sobre algoz de 2007. Napão acabou nocauteado pelo croata http://wp.me/p1Njvk-8Z6

Atuação de Mirko no 3º round foi decisiva (Foto: Esther Lin, MMA Fighting)

 

Ocorrendo em um horário diferente para os fãs brasileiros do MMA, o UFC Fight Night: Gonzaga vs. Cro Cop 2 ocorreu pela primeira vez na Polônia, mais um país europeu que abre suas portas para a maior organização de mixed martial arts do planeta.

Passava do meio-dia desse sábado, 11, quando os primeiros atletas subiram no octógono montado na cidade de Cracóvia, onde vários lutadores locais faziam a sua estreia na organização. Mas a aguardada luta que todos estavam ansiosos para acompanhar foi guardada para o gran finale.

Retornando ao UFC após uma breve aposentadoria e quatro lutas em outras organizações, a lenda do kickboxing, ex-atleta do K-1 e do Pride Mirko “Crocop” Filipovic subiu para a protagonizar a luta principal da noite contra aquele que, em 2007, foi o responsável por aplicar no croata um dos maiores nocautes da história. O brasileiro Gabriel “Napão” Gonzaga estava no córner azul disposto a repetir o feito anterior e apagar a sequência de 2 derrotas consecutivas.

Entretanto, os planos de Napão não sairam da forma como ele planejou. Foi durante o round de número três que Mirko Crocop colocou um final ao duelo. Castigando Napão com cotoveladas e socos, Mirko Crocop venceu o brasileiro por nocaute técnico. Além do seu retorno vitorioso, Crocop e Napão receberam o Bônus de Luta da Noite.

Melhor sorte obteve o brasileiro Serginho Moraes. O ex-TUF Brasil, que estava afastado do octógono por quase 2 anos decorrente de lesão, anotou a sua terceira vitória consecutiva no UFC, ao derrotar o lutador francês Mickael Lebout na decisão unânime dos juízes laterais.

Confira os resultados completos do UFC Fight Night: Gonzaga vs. Cro Cop 2:

– Croácia Mirko Filipovic venceu Brasil Gabriel Gonzaga – Nocaute Técnico (Cotoveladas e Socos) – 3’30” R3

– Inglaterra Jimi Manuwa venceu Polónia Jan Blachowicz – Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

– Polónia Pawel Pawlak venceu Canadá Sheldon Westcott – Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-28)

– Ucrânia Maryna Moroz venceu Escócia Joanne Calderwood – Finalização (Chave de Braço) – 1’30” R1

– Inglaterra Leon Edwards venceu Estados Unidos Seth Baczynski – Nocaute (socos) – 0’08” R1

– Polónia Bartosz Fabinski venceu África do Sul Garreth McLellan – Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27)

– Brasil Sérgio Moraes venceu França Mickael Lebout – Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-28)

– Estados Unidos Yaotzin Meza venceu Polónia Damian Stasiak – Decisão Unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

– Estados Unidos Anthony Hamilton venceu Polónia Daniel Omielańczuk – Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-27)

– Rússia Aleksandra Albu venceu Polónia Izabela Badurek – Finalização (Guilhotina) – 3’34” R2

– Escócia Stevie Ray venceu Polónia Marcin Bandel – Nocaute Técnico (Socos) – 1’35” R2

– França Taylor Lapilus venceu República da China Rocky Lee – Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: