Perrone segue com o cinturão do Samurai Combate

Após empate com Édi de Castro, Perrone manteve seu cinturão.

 

Após uma guerra contra Édi de Castro, duelo de meio-médios foi declarado como empate

Foi uma guerra. O duelo de meio-médios entre Felipe Perrone, da Sombra Team, e Édi de Castro, da Boxer, MMA fez jus à posição de luta principal da sétima edição do Samurai Combate. O evento foi realizado neste sábado, 31, em Capão da Canoa-RS. Após três rounds emocionantes, Perrone manteve o seu cinturão com uma atuação baseada na superação.

O primeiro round foi todo em pé, muito estudado e parelho. No segundo, Édi encaixou uma mão que levou Perrone à knockdown. Semi-nocauteado, o campeão absorveu uma quantidade enorme de golpes e segurou as pontas. Assim que se recuperou, conseguiu levantar e, logo em seguida, foi sua vez de quase nocautear o oponente. O terceiro assalto foi de trocação franca, com os dois atletas muito desgastados e machucados, lutando na base do coração.Após soar o gongo, um juíz deu vitória à Perrone e os outros dois declararam empate.

Com isso, a luta foi decretada como empate majoritário e a cinta seguiu nas mãos de Perrone, que agora atualizou o seu cartel para cinco triunfos e uma derrota.

Rápido e rasteiro

No co-main event, na final do GP dos galos, Cassiano Laureano, da Boxer MMA, venceu José Ivanei Barbosa, da Inter Estilos, por nocaute técnico no primeiro round e ficou com o título. Logo no início do combate, Cassiano botou para baixo, trabalhou, evoluiu e acabou na montada. Então desferiu uma série de marteladas que apagaram o oponente, forçando o árbitro central a dar a disputa por encerrada.

Mais cinta

Já o campeão dos penas, Felipe Barbosa, da Sombra Team, defendeu com sucesso o seu posto após vitória sobre Ricardo Junior, da Vasconcellos Team, na decisão dos juízes. O primeiro round, disputado quase em sua totalidade em pé, foi equilibrado e bastante movimentado. No segundo, Ricardo começou a demonstrar cansaço e Barbosa conseguiu impor seu jogo, tomando a dianteira na trocação. Mesmo desgastado, Ricardo conseguiu boas quedas, mas Barbosa levantava e retomava o controle. No terceiro round o cenário seguiu parecido, mas com os dois já mais cansados. No final da batalha, ao defender uma queda Barbosa ainda conseguiu ficar por cima e conquistar uma montada com direito a ground-and-pound, garantindo a vitória por unanimidade.

Fulminante

Destaque também para a rápida vitória do peso-leve Marcos ‘Digão’ Rodrigo, da Team Nogueira POA, sobre Douglas Pacheco, da Arena Fight Sul. Já no começo da luta, Digão acertou um chute alto na cabeça de Douglas, que foi à lona. Então, foi para cima, partiu para o ground-and-pound e conquistou a vitória por nocaute técnico a apenas 1m38s do primeiro round.

Confira todos os resultados do Samurai Combate 7:

MMA
Felipe Perrone empatou com Édi de Castro
Cassiano Laureano venceu José Ivanei Barbosa por nocaute técnico no primeiro round
Felipe Barbosa venceu Ricardo Júnior por decisão unânime
Marcos Rodrigo venceu Douglas Pacheco por nocaute técnico no primeiro round
Nestor Machado venceu Cristian Tenroler por finalização (mata-leão) no primeiro round
Roger Sampaio venceu Felipe Zina por finalização (mata-leão) no segundo round
Sérgio Henrique venceu Tiago dos Santos por finalização (arm-lock) no primeiro round

MUAY THAI
Willian Fernandes venceu Nilmar Gonçalves por decisão unânime

Fonte: SUL MMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: