Em noite de triunfos verde-amarelo, Anderson Silva retornar ao MMA com vitória

Anderson retornou ao MMA usando a perna fraturada (Foto: UFC)

O maior nome do MMA mundial, o brasileiro e ex-campeão dos Pesos Médios Anderson Silva retornou ao seu maior palco, o octógono do UFC em Las Vegas, no último sábado, 31.

E o retorno, após a parada forçada de 13 meses, não poderia ter sido melhor. Em uma luta onde o fator psicológico foi o seu maior adversário, Anderson Silva dominou o ex-camepeão dos Meio Médios do Strikeforce Nick Diaz por todos os 5 assaltos, dando mostras que o “Spider” retornou em grande forma. Em sua 40ª luta profissional, Anderson alcançou sua 34ª vitória.

Ainda sem uma definição quanto ao seu futuro na organização – Anderson tem mais 14 lutas em contrato – em parte quanto a uma pressão familiar para que o ex-campeão dos Médios encare uma aposentadoria, Anderson espera por Dana White lhe apresentar o nome de um possível novo adversário.

Além da vitória de Anderson Silva, outros 6 combates do UFC 183: Silva vs. Diaz tiveram como triunfantes lutadores brasileiros.

No card principal, Thales Leites aplicou um katagatame e derrotou o norte-americano Tim “The Barbarian” Boetsch no round de número dois em duelo válido pela divisão dos Médios. Vindo de vitória sobre o polonês Seth Baczynski, o Meio Médio Thiago “Pitbull” Alves nocauteou o canadense Jordan Mein e garantiu o bônus de “Performance da Noite”.

Já no card preliminar, outros 4 brazucas tiveram seus braços erguidos como vencedores. Fazendo a sua última luta pela divisão dos Moscas, John Lineker derrotou Ian McCall na decisão dos juízes laterais. Igual resultado obteve o Meio Médio Rafael Natal ao vencer Tom “Kong” Watson.

Em confronto que colocou frente a frente dois brasileiros pela divisão dos Pesos Médios, Ildemar “Marajó” venceu Rick “Monstro” na decisão dividida. Abrindo a noite de MMA no UFC 183, Thiago Marreta nocauteou Andy Enz antes do cronômetro alcançar os dois minutos do primeiro round.

Confira os resultados completos do UFC 183: Silva vs. Diaz:

– Brasil Anderson Silva venceu Estados Unidos Nick Diaz – Decisão unânime (49-46; 50-45 e 50-45)

– Estados Unidos Tyron Woodley venceu Estados Unidos Kelvin Gastelum – Decisão dividida (29-28; 28-29 e 30-27)

– Estados Unidos Al Iaquinta venceu Estados Unidos Joe Lauzon – Nocaute Técnico (socos) – 3’34” R2

– Brasil Thales Leites venceu Estados Unidos Tim Boetsch – Finalização (katagatame) – 3’45” R2

– Brasil Thiago Alves venceu Jordan Mein – Nocaute Técnico (socos) – 0’39” R2

– Estados Unidos Miesha Tate venceu Estados Unidos Sara McMann – Decisão Majoritária (29-28; 29-27 e 28-28)

– Estados Unidos Derek Brunson venceu Estados Unidos Ed Herman – Nocaute Técnico (socos) – 0’36” R1

– Brasil John Lineker venceu Estados Unidos Ian McCall – Decisão unânime (29-28; 29-28 e 29-28)

– Brasil Rafael Natal venceu Inglaterra Tom Watson – Decisão unânime (30-26, 30-27, 30-27)

– Brasil Ildemar Alcântara venceu Brasil Richardson Moreira – Decisão dividida (29-28; 28-29 e 29-28)

– Brasil Thiago de Lima Santos venceu Estados Unidos Andy Enz – Nocaute Técnico (socos) – 1’56” R1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: