Jon Jones mantém rotina de vitórias. Cormier vendeu caro a derrota ao campeão

Jon Jones superou Daniel Cormier após 5 rounds (Foto: Steve Marcus/Getty Images)

Pela oitava vez consecutiva, já era madrugada de domingo, 04, no Brasil quando Dana White entregou o cinturão de Campeão dos Pesos Meio Pesados ao seu compatriota Jon “Bones” Jones (21v-1d). Encarando o, então invicto com 15 vitórias e ex-campeão do GP dos Pesos Pesados do extinto Strikeforce Daniel “DC” Cormier na luta principal do UFC 182: Jones vs. Cormier, Jon Jones teve pela frente um rival que obrigou a aguentar o total dos 25 minutos de duelo previstos.

Em sua 8ª defesa de título, “Bones” Jones encarou seu oponente mais duro. Se nos 3 rounds iniciais houve um equilíbrio de ações com muita movimentação por parte dos dois desafetos, o 4º e o 5º assalto foram os definidores da manutenção do título ao pupilo do treinador Greg Jackson.

Mesmo após manter a rotina de ter seu braço erguido em triunfo e recebido o seu galardão de campeão da divisão dos Meio Pesados, as provocações por parte do campeão Jon Jones continuaram a ser como alvo central o wrestling da AKA Daniel Cormier.

Eu não gosto de Daniel Cormier. Eu não respeito Daniel Cormier. Espero que ele esteja em algum lugar chorando agora. Tenho certeza que ele está.

Único brasileiro a defender a tradição verde-amarela dentro dos cages, o Faixa Preta de Jiu Jitsu e wrestler Rodrigo Damm (12v-9d) acabou decepcionando os fãs brazucas. Em combate válido pela divisão dos Pesos Leves, Damm amargou a sua terceira derrota consecutiva na organização. Em combate que se estendeu pelos 3 assaltos regulamentares, o norte-americano Evan Dunham derrotou o ex-TUF Brasil 1 Damm na decisão unânime dos juízes laterais. Com a derrota, e pela forma como ocorreu, o futuro do brasileiro fica comprometido dentro da organização de Dana White.

Confira os resultados completos do UFC 182: Jones vs. Cormier

– Estados Unidos Jon Jones venceu Estados Unidos Daniel Cormier – Decisão Unânime (49-46, 49-46 e 49-46)

– Estados Unidos Donald Cerrone venceu Estados Unidos Myles Jury – Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27)

– Estados Unidos Brad Tavares venceu Estados Unidos Nate Marquardt – Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27)

– Japão Kyoji Horiguchi venceu Estados Unidos Louis Gaudinot – Decisão Unânime (29-28, 30-27 e 30-27)

– Cuba Hector Lombard venceu Estados Unidos Josh Burkman – Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

– Estados Unidos Paul Felder venceu Estados Unidos Danny Castillo – KO (Soco Rodado) – 3’09” R2

– Estados Unidos Cody Garbrandt venceu Estados Unidos Marcus Brimage – TKO (Socos) – 4’50” R3

– Estados Unidos Shawn Jordan venceu Estados Unidos Jared Cannonier – KO (Socos) – 2’57” R1

– Estados Unidos Evan Dunham venceu Brasil Rodrigo Damm – Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27)

– Rússia Omari Akhmedov venceu Suécia Matts Nilsson – Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-28)

– Estados Unidos Marion Reneau venceu Estados Unidos Alexis Dufresne – Decisão Unânime (30-26, 30-26 e 30-25)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: