Nova temporada do XFCi tem eventos em ginásios, cinturão e 17 países representados

Em 27/09 começa nova temporada do XFCi no Brasil (Foto:Divulgação)

Depois de fincar bandeira no Brasil no primeiro semestre, em cinco eventos nos estúdios da RedeTV!, o XFC International começa seu processo de expansão e, pela primeira vez, terá um ginásio como palco. No dia 27 de setembro, no Gigantão, em Araraquara (SP), a segunda temporada do XFCi se inicia, com 13 lutas e a primeira disputa de cinturão em solo brasileiro. Deivison “Dragon” Ribeiro coloca seu título peso-pena (até 65,8kg) em jogo contra o norte-americano Waylon Lowe. A final da primeira temporada do GP feminino peso-palha (até 52,2kg), entre Vanessa Guimarães e Vanessa Melo, e mais duas lutas dos novos GPs, completam o card principal, transmitido ao vivo pela RedeTV! a partir de 0h30 de domingo.

As disputas internacionais, que marcaram a primeira temporada, alcançam novo patamar nesta segunda etapa, com 48 novos atletas de 17 países diferentes. Já no XFCi 6, Brasil, Estados Unidos, Rússia, Finlândia, México e Colômbia serão representados neste evento da organização, que terá quatro edições ainda em 2014 e mais uma em janeiro de 2015, encerrando a temporada. Myron Molotky assume oficialmente a presidência do XFC nos Estados Unidos e das operações internacionais, e tem ao lado o CEO Edward Jung e o matchmaker Eduardo Duarte.

“Estamos muito animados com a segunda temporada, repleta de lutadores talentosos e grandes emoções por vir”, projeta Molotky. “Nosso objetivo na primeira temporada foi cumprido, mostramos o XFC ao Brasil e ganhamos a confiança dos brasileiros. Viemos para o país para ficar por muito tempo, para descobrir e dar oportunidades para novos atletas mostrarem seu talento e competirem com regularidade e estrutura. Agora que estamos em arenas, cada vez mais fãs poderão ser contagiados pelo XFC e nossos princípios de honra e integridade”, conclui.

Do interior do Pará ao cinturão

Único brasileiro a conquistar o cinturão do XFC, Deivison Dragon nasceu na cidade de Igarapé-açu, no Pará, com aproximadamente 37 mil habitantes e 122km distante da capital Belém. Hoje, mora nos Estados Unidos, representando a American Top Team, e estreou no evento com derrota. Depois, venceu três lutas em seis meses, todas em solo norte-americano, a última contra o russo Farkhad Sharipov, que lhe rendeu o título máximo e a 25ª vitória em 34 combates. Com apenas 25 anos, tem 10 nocautes, quatro finalizações e estreia no XFCi em seu país-natal.

Já Waylon Lowe, de 33 anos, lutou pelos principais eventos de MMA do mundo antes de assinar com o XFC International. Dono de um cartel de 14 vitórias e cinco derrotas, já esteve no Brasil em abril deste ano, no XFCi4, quando lutou contra o veterano Marcos Babuíno, gerando um No Contest (Sem Resultado) após uma falha de julgamento de um dos juízes laterais. Antes disso, vinha de uma sequência de oito triunfos em dez lutas. O norte-americano já nocauteou sete oponentes e finalizou três, criando a expectativa de um grande confronto em pé contra Dragon.

GPs com grandes talentos

Os novos torneios têm início no XFCi 6, nas categorias peso-galo (até 61,2kg) masculino e peso-mosca (até 56,7kg) feminino. Grandes equipes do Brasil estarão representadas, como a Chute Boxe Diego Lima, com o araraquarense Julio Cesar “Xaropinho” e Diogo Sotero, enfrentando Carlos Rivera e Diogo D’Ávila, respectivamente, e a Nova União, com Poliana Botelho no card preliminar contra a mexicana Karina Rodriguez. A CM System terá sua bandeira defendida por Lerryan Douglas, de apenas 18 anos, diante do compatriota Daniel Virgilio.

Sobre o XFCi

Organização de prestígio nos Estados Unidos, o Xtreme Fighting Championships (XFC) desembarcou no Brasil em fevereiro de 2014, com o XFC International. O objetivo do evento é revelar novos talentos nos Grand Prix, e quatro foram coroados na primeira temporada – Alberto Uda (até 84kg), Nathan Schulte (70kg), Alejandro Villalobos (66kg) e Silvana Gomez (57kg). O Brasil conta com um detentor de cinturão, o paraense Deivison Dragon, no peso pena (até 66kg). O evento é transmitido ao vivo pela RedeTV! para todo o Brasil e conta com programa semanal dedicado na grade da emissora.

XFC International 6

Data: Sábado, 27 de setembro de 2014

Local: Ginásio Municipal Castelo Branco “Gigantão” – Avenida La Salle, S/N, Araraquara (SP)

Horário: 21h (de Brasília)

Transmissão: Ao Vivo na RedeTV!, a partir de 0h30, de sábado para domingo

Card Principal – RedeTV!

Até 65,8kg: Deivison “Dragon” Ribeiro vs Waylon Lowe (EUA) – Disputa de cinturão peso-pena

Até 61,2kg: Alejandro Abomohor (COL) x Luan Gazzeta – GP peso-galo

Até 52,2kg: Vanessa Guimarães x Vanessa Melo – Final da 1ª temporada do GP feminino peso-palha

Até 56,7kg: Rachael “The Panter” Cummins (EUA) x Taila Santos – GP feminino peso-mosca

Card Preliminar – Transmissão na semana seguinte

Até 61,2kg: Carlos “Lobo” Rivera (MEX) x Julio “Xaropinho” Rodrigues – GP peso-galo

Até 56,7kg: Karina Rodriguez (MEX) x Poliana Botelho – GP feminino peso-mosca

Até 61,2kg: Daniel Virgilio x Lerryan Douglas – GP peso-galo

Até 56,7kg: Julia Borisova (RUS) x Debora Ferreira – GP feminino peso-mosca

Até 61,2kg: James “The Phenom” Gray (EUA) x Lucas “Treta” Moraes – GP peso-galo

Até 56,7kg: Vuokko Katainen (FIN) x Silvana “Marrentinha” Pereira – GP feminino-peso mosca

Até 77,1kg: Alfredo Morales (MEX) x Marcelo Barreira – Super Luta

Até 61,2kg: Diogo “Sinistro” D’Ávila x Diogo Sotero – Luta reserva GP peso-galo

Até 77,1 kg: Steven “Relentless” Newel (EUA) x Wesley do Nascimento – Luta reserva GP peso meio-médio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: