Com dois combates programados, Carolina Karasek tem um objetivo: vencer e manter-se entre as melhores no MMA

O ano de 2013 foi marcante para a lutadora Carolina Karasek. Vencendo suas duas lutas no MMA e conquistando o título de Lutadora do Ano no Rio Grande do Sul, a atleta da Equipe Spartacus já tem dois novos desafios dentro dos cages já programados.

No próximo dia 09 de abril, a Peso Mosca duela contra Fernanda Gadea (1v-2d) no OFC Sobradinho Fight MMA 2. Treinando forte e estudando todo o jogo de sua oponente, Carolina já tem traçada o seu “plano de voo” para esse novo desafio. “Não escondo que sou estrategista, estamos entrando com três estratégias bem definidas, e logo nos primeiros minutos já saberemos qual levar até o fim”, confirmou a atleta da cidade de Harmonia.

Passado o desafio contra Fernanda Gadea, Carolina Karasek retorna ao palco de seu debut no MMA. A atleta está escalada para lutar no JVT Championship 6 no dia 10 de maio, na cidade de Caxias do Sul. Na oportunidade, Karasek irá medir forças contra Tainara Carvalho (1v-0d). Com isso, os objetivos de Carolina são bem claros e específicos: vencer os dois duelos e conquistar novamente o prêmio de Lutadora do Ano no estado. E para isso, a atleta já mira em outra oponente. Fruto de uma forte rivalidade construída no Muay Thai, Carolina Karasek quer encarar a caxiense Débora Ferreira, agora com as luvas de 4 onças. “Por mim, esse combate já teria saído há muito tempo”, declarou a lutadora.

Confira o bate-papo que travamos com a lutadora.

NAS GRADES: Após duas lutas, o que mudou na tua preparação para esse novo duelo agora no mês de abril?

CAROLINA: Cada combate é uma novidade, pois as meninas estão vindo de escolas de artes marciais diferentes, então é muito interessante montar as estratégias. Fiz muito treinamento de força visando esta próxima luta, assim como muito treinamento específico em cima do jogo da minha adversária. Acho que isso vai fazer a diferença.

NAS GRADES: Tu já mostraste que, além de uma excelente striker, tem um grande domínio no solo. Para essa luta contra a Nanda Gadea, qual a Carolina que estará em ação?

CAROLINA: Ambas, obviamente! Estudando algumas lutas dela pudemos perceber que levamos grande vantagem na trocação, então a estratégia principal é levar a luta em pé. Por outro lado, Nanda tem facilidade em aplicar projeções de Judô, então focamos um wrestling em cima das principais projeções dela com um trabalho de jiu jitsu também direcionado.

NAS GRADES: Em maio vamos te ver em ação no octógono da tua estreia, no JVT 6. Tu consegue focar em uma luta por vez, ou a preparação para essa nova luta já está igualmente traçada?

CAROLINA: O foco principal no momento está na luta contra a Nanda, mas é impossível deixar de pensar já na próxima adversária. Já comecei a pensar e inclusive já tenho pronto o cronograma para dar continuidade na preparação focando a próxima luta.

NAS GRADES: Aos poucos, o cenário das lutas femininas no RS vai recebendo novas atletas. Como tu avalia esse crescimento?

CAROLINA: Sinceramente, não imaginei que cresceria tão rápido, a cada evento surgem novos nomes. Vejo meninas de diferentes escolas querendo mostrar as habilidades de suas artes marciais principais no octagon, e isso é muito interessante do ponto de vista de crescimento das atletas como um todo. Com essa troca de informações vamos conseguir formar boas atletas em pouco tempo.

NAS GRADES: Considerando os nomes em atividade no cenário gaúcho, existe uma adversária que tenha como objetivo enfrentar?

CAROLINA: Sim, estou aguardando um combate contra Débora Ferreira. Já sugeri esse combate para alguns eventos, mas por alguma razão ainda não fechou. Temos uma rivalidade forte que se iniciou no Muay Thai, coisas foram ditas e me senti desrespeitada. Nada nos resta senão parar de falar e nos enfrentar. Por mim esse combate já teria saído há muito tempo.

NAS GRADES: Como tu te sentiu em ter recebido o Prêmio Melhores do Ano, como Lutadora de 2013?

CAROLINA: Senti como se tivesse vencido um duro combate! Havia grandes nomes na listagem, e ter obtido a maior votação foi como receber um impulso para melhorar mais e mais. Quando entro na minha academia para treinar, sempre olho para a prateleira de troféus antes de subir no tatame. Coloquei esta premiação bem na frente para lembrar que isso foi ano passado, e que esse ano tem mais. Não quero perder o posto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: