Pedro da Rosa vence batalha na luta principal do Mega Fight 8.0

Pedro Vence Cabo

Após batalha, Pedro da Rosa vence Luis Cabo

Com mais uma vez o Ginásio Municipal de Bento Gonçalves/RS lotado por um público fã das lutas, o tradicional Mega Fight mostrou grandes lutas que levantaram o público, que vibrou a cada golpe desferido por parte dos atletas que subiram no octógono.

Contando com a presença do atleta do UFC Fabrício Werdum acompanhando os todos duelos travados, os lutadores tiveram um motivo a mais para dar tudo de si. “Mais uma vez, fizemos um evento para os atletas, para que eles possam mostrar suas qualidades, suas técnicas dentro do octógono. E o resultado foi mais uma vez positivo. Tivemos casa cheia e grandes lutas nessa noite”, afirmou o promotor Eduardo Viríssimo.

Pedrão da Rosa vence Luis Cabo em uma guerra dentro do octógono

Na luta principal do Mega Fight 8.0, o lutador local Pedro da Rosa, com passagem pelo Jungle Fight, encarou o Peso Médio integrante do Exército Brasileiro Luis “Cabo” de Paula em uma verdadeira guerra onde os lutadores mostraram o poderio de suas armas. Com ambos os atletas dando um show de trocação e de resistência ao longo dos três rounds, o grande vitorioso da noite, após a leitura das papeletas dos juízes laterais, foi Pedro da Rosa, para a alegria de sua torcida que compareceu em massa no ginásio.

Estevão Benica mostra seu Jiu Jitsu na vitória sobre Piero Severo

Fazendo a co-luta principal da noite, Meio Médio Estevão Benica emplacou a sua quarta vitória consecutiva ao finalizar o bajeense Piero Severo. Em um duelo igualmente cheio de alternativas para ambos os lutadores, acabou falando mais alto a técnica de solo do lutador de Bento Gonçalves que, após conseguir a posição no solo, encaixou um katagatame que não deixou alternativas para o duro Severo que não fose sinalizar a desistência  com pouco mais de 3 minutos de luta no round de número dois.

Revelação Jeferson “Batata” mantém invencibilidade

Dono de um cartel perfeito com cinco triunfos, o lutador Jeferson “Batata” Negrini encarou Vinícius de Jesus, que vinha de um nocaute fulminante em sua estreia no MMA. Realizando a luta mais dura de uma carreira iniciada em 2013, “Batata” manteve sua invencilidade após superar seu oponente na pontuação anotada pelos juízes laterais, que deram a vitória para o atleta da Sombra/Pimentel Team após três rounds empolgantes. Com a vitória, Jeferson Negrini alcançou seu sexto resultado positivo, escrevendo o seu nome entre as revelações do esporte no Rio Grande do Sul.

Mas nem só de decisões dos juízes foram marcadas as lutas do Mega Fight 8.0. Com um card preliminar igualmente empolgante, as lutas foram decididas por finalizações e nocautes.

Eduardo Chá confirma a mão pesada em “Cabeça”

Representando a cidade de Pelotas, o Peso Médio Eduardo Chá mostrou a força do seu conhecido boxe ao derrotar o porto-alegrense Diogo “Cabeça” Monteiro. Após castigar seu oponente, Chá, que fazia apenas a sua segunda luta de mixed martial arts, logrou êxito ao aplicar um nocaute técnico em Diogo “Cabeça” quase na metade do segundo round, anotando mais uma vitória em sua promissora carreira.

Robinson “Cabelo” finaliza Vando Vitorazzi

Companheiro de treinos de Eduardo Chá, o também pelotense Robinson “Cabelo” Silveira teve pela frente o duro atleta local Vando Vitorassi. Em outra luta que teve como ponto final o conhecimento de solo, Robinson encaixou um triângulo e pegou o braço de Vitorassi que o impediu de prosseguir no combate. Com menos da metade do tempo do round inicial, Robinson “Cabelo” teve o seu braço erguido como vitorioso.

Marcos dos Santos vence novamente

Entre os Pesos Penas, Marcos dos Santos entrou no octógono disposto a mostrar que a vitória em sua última luta foi o começo para a retomada de sua carreira. Encarando o pelotense Alex Tavares, o lutador de Farroupilha dominou as ações ao longo dos quase dois rounds de duelo, infligindo um duro castigo em seu oponente. Quase ao término do round 2, o árbitro central interrompeu a peleia, declarando Dos Santos como vencedor.

Lagemann vence em 15 segundos

Na luta mais rápida da noite, Cristiano Lagemann não chegou nem a suar para derrotar Kelvin Aguirre “Cabelo” pela divisão dos Pesos Penas. Com exatos 15 segundos de luta, “Cabelo” sinalizou a desistência, anotando a sua quarta derrota consecutiva na carreira.

Carolina Karasek emplaca mais uma vitória no primeiro round

Escaladas para fazerem a única luta feminina do Mega Fight 8.0, Carolina Karasek e Betina Baino subiram no cage dispostas a um combate com muita movimentação. Mostrando sua maior experiência, Carolina Karasek dominou as ações e, ao levar a luta para o solo, mostrou que é muito mais do que uma perigosa striker, fazendo valer seus treinos de Wrestling e de Jiu Jitsu. Ao encaixar um arm-lock em sua oponente, o árbitro central interrompeu a luta a fim de preservar a integridade da lutadora de Porto Alegre, dando a vitória para Carolina Karasek, que segue invicta no MMA, agora com dois triunfos.

Brizola vence a revanche contra Gheno

Abrindo os trabalhos no esporte das luvas de 4 onças, uma aguardada revanche colocou frente a frente Leonardo de Almeida Brizola e Felipe Gheno, pela divisão dos Pesos Moscas. Resistindo heroicamente aos ataques de Gheno, um dos grandes nome do kickboxing, Brizola traçou a estratégia correta, aguardando o momento de levar a luta para o solo, onde encaixou um mata-leão no primeiro round, empatando a disputa pessoal entre ambos.

Muay Thai com grandes combates

Com dois duelos da milenar arte tailandesa no card, Rudinei Leal derrotou Mateus Pozebom, enquando John Cauduro venceu Wilian “Coyote” Barbosa em dois combates que foram até o final dos rounds regulamentares.

Resultados completos do Mega Fight 8.0:

MMA

Pedro da Rosa (Garra Team/Bento Gonçalves) venceu Luis “Cabo” de Paula (Hawks Team/Esteio) – Decisão Unânime

Estevão Luis Benica (Garra Team/Bento Gonçalves) venceu Piero Severo (BIT/Esquilo Brothers/Bagé) – Finalização (katagatame) – 3’08 R2

Jeferson Negrini “Batata” (Sombra Team/Porto Alegre) venceu Vinícius de Jesus (Boxer MMA/Porto Alegre) – Decisão Dividida

Eduardo Chá (Brasa Jiu-Jitsu/Pelotas) venceu Diogo “Cabeça” Monteiro (Mocho JJ/Sombra Team/Porto Alegre) – TKO – 2’20” R2

Robinson Silveira (Brasa Jiu-Jitsu/Pelotas) venceu Vando Vitorassi (Garra Team/Bento Gonçalves) – Finalização (triângulo) – 2’21” R1

Marcos dos Santos (Velasques Team/Farroupilha) venceu Alex Tavares (ATST/Pelotas) – TKO – 4’41” R2

Cristiano Lagmann (Garra Team/Teutônia) venceu Kelvin Aguirre “Cabelo” (San Pro Fight/Novo Hamburgo) – TKO – 0’15” R1

Carolina Karasek (Spartacus Team/Harmonia) venceu Betina Baino (Strikers MMA/Porto Alegre) – Finalização (arm-lock) – 2’11” R1

Leonardo de Almeida Brizola (Collision Fight/Sarandi) venceu Felipe Gheno (Fight Center/Caxias) – Finalização (mata-leão) – 3’30” R1

MUAY-THAI

John Cauduro (Garra Team/Carlos Barbosa) venceu Wilian “Coyote” Barbosa (Collision Fight/Carazinho) – Decisão Unânime

Rudinei Rodrigues Leal (Nitro Team/Montenegro) venceu Mateus Pozebom (Garra Team/Carlos Barbosa) – Decisão Dividida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: