Thiago Silva abre o jogo e fala sobre carreira e casos de doping

Aos 30 anos de idade, Thiago Silva ainda não conseguiu se livrar dos momentos conturbados na carreira. Logo após recuperar-se de forma fantástica e finalizar Stanislav Nedkov, no UFC Macau, na China, em novembro, ele foi pego pela segunda vez no exame antidoping, desta vez pelo uso de maconha. Apontado como uma das grandes esperanças brasileiras na categoria meio-pesado, o paulista garante ter licença para uso medicinal da erva, mas mesmo assim cumpre suspensão de, pelo menos, 3 meses. Nada que o abale em sua ambiciosa pretensão de ser campeão do UFC ainda no ano de 2013.

Para alcançar esse objetivo, ele não mede esforços e vai completar cinco anos sem ir ao Brasil ver os pais, e segue se concentrando nos treinamentos na Blackzlians. “Ainda estou bolando umas férias, mas não agora. Agora estou treinando muito forte, em um ritmo pesado, porque penso em lutar logo. Então o meu ritmo está frenético. Acordo 5 e meia da manhã para treinar”.

Em entrevista exclusiva ao Chave de Braço, Thiago Silva revela ser tímido, e não “marrento”, como grande parte do público o considera, e confirma ter usado uma substância para mascarar o doping, que segundo ele foi por causa de uma injeção tomada para aliviar as dores de três hérnias de disco nas costas, somente porque precisava lutar para ganhar dinheiro. “Estava sem dinheiro na conta. Tenho família, tenho que pagar contas. Sou trabalhador, não sou bandido. Sabia que seria pego no doping, mas procurei camuflar. Me ferrei com essa decisão”, lamentou.

Confira abaixo a entrevista completa:

Ano passado você saiu da American Top Team e foi treinar na Blackzilians. Como foi a adaptação na nova equipe?

Aqui o treino na Blackzilians está ótimo. Acho que foi a melhor decisão que eu tomei na minha vida. A equipe é sinistra, só atleta de ponta, e são os melhores treinadores que eu já tive na vida. Estou muito feliz. A cada dia eu aprendo mais, a cada dia eu me torno um lutador e uma pessoa melhor. A gente aprende muitas coisas ali, é realmente uma escola. Está sendo a melhor experiência da minha vida. A galera aqui é muito gente boa ao extremo, não tem exceção. Todo mundo é unido. A gente treina junto, a gente faz tudo junto, e isso é bem legal.

Seu companheiro de equipe, Vitor Belfort encara Michael Bisping no UFC São Paulo. O que você espera dessa luta, já que acompanhou de perto a preparação do brasileiro?

Treinei com o Vitor praticamente todos os dias e posso garantir que ele está muito bem preparado, digo até que está no melhor da forma física dele. Ele sempre teve um shape muito bom, sempre foi um atleta, mas dessa vez ele conseguiu ir além. Podem esperar uma luta muito boa. Ele está bem fisicamente e mentalmente. Bisping vai passar um aperto.

E você pensa em lutar no Brasil?

Eu quero muito lutar. Ainda não casou a oportunidade certa de lutar, mas a gente sempre quer lutar no nosso país, para a nossa torcida. Querendo ou não, eu já viajei o mundo todo, mas a excitação e o carinho do público brasileiro é incomparável, em nenhum lugar do mundo existe isso. É fora do comum, só vendo para poder sentir.

Há quanto tempo você não vem ao Brasil?

Não vou no Brasil há 5 anos. Estou querendo ir. Quero ver meu pai, a minha mãe. Ainda estou bolando umas férias, mas não agora. Agora estou treinando muito forte, em um ritmo pesado, porque penso em lutar logo. Então o meu ritmo está frenético. Acordo 5 e meia da manhã para treinar. Estou dando o meu máximo, pois quero ser campeão esse ano. Vou fazer o possível para chegar.

Quando você pretende lutar? Como ficou a situação da sua suspensão após a luta contra o Nedkov?

Teve suspensão, mas como em alguns estados do EUA a maconha é liberada, eu tenho uma licença. Então eu não fiz nada ilegal, foi uso médico. A substância é ilegal em alguns lugares, mas eu fiz tudo acompanhado de um médico. Estou brigando com a Comissão e espero pegar só três meses. Por essa semana o meu empresário vai ter uma resposta, e seu Deus quiser eu vou lutar em março. Ou se não, até maio, com certeza. Estou treinando muito, e quero ser campeão. Quero mostrar um trabalho bom, mostrar uma boa performance no cage.

Falando em cinturão, o que você espera da luta entre o Jon Jones e o Sonnen? Achou justo o UFC dar a chance para o Sonnen mesmo sem ele ter lutado na categoria?

O Sonnen é um falastrão. Ele faz o nome dele falando. Na realidade acho ele um bundão, não tenho o que esconder. Não gosto dele, ele critia muito o nosso país, ele fala muito mal dos brasileiros, de todo mundo. Ele é um otário. É o jeito dele de se promover, mas eu o acho um idiota.Ele vai tomar um pau do Jon Jones. Acho que o Jon Jones vai espancar o Sonnen.

Na sua opinião, quem é o próximo da fila para disputar o cinturão?

O Gustaffson é um menino que surpreendeu. Ele me atrapalhou bastante quando eu lutei com ele. Ele ganhou do Shogun, que é duríssimo, e eu sei porque treinei com ele durante muito tempo. Ele está fazendo a história dele no MMA. Na minha opinião seria justo ele lutar pelo cinturão. É um menino humilde e trabalhador. Ele merece.

E o Brandon Vera? Ele ficou te provocando, a luta foi remarcada, mas ele acabou se lesionando. Lutaria com ele novamente?

Eu ganhei a luta. Ele apanhou, foi humilhado, tomou tapa na cara. Estou aí, se ele quiser apanhar de novo é só falar para mim que eu bato nele de novo, não tem problema não.

Você tem um estilo muito agressivo. Em quem você se espelha?

O Wanderlei é um cara que eu me espelho desde criança. Sempre fui fã do cara. Graças a Deus tive a oportunidade de treinar com ele em Curitiba, e hoje em dia nós somos amigos. Sempre que vou a Las Vegas eu vou na academia dele e a gente treina junto. Amava quando ele era o campeão do Pride. Sempre assisti as lutas dele. Hoje eu tenho a felicidade de ser amigo do cara. Treinei na Chute Boxe também, e isso é o espírito da equipe. A gente não anda para trás. Pode ver qualquer lutador da Chute Boxe. Os caras podem até perder, mas eles perdem lutando como homem. E é isso que eu carrego para mim. O dia em que eu amarelar em uma luta, eu me aposento.

E como é a sua relação com o público? A fama de bad boy atrapalha?

Eu vou ser muito sincero. Quem me conhece sabe. Nos olhos do povo eu sou celebridade, mas eu não me vejo assim. Me vejo como uma pessoa normal. Eu morro de vergonha quando as pessoas me param na rua para pedir foto, autógrafo. Eu não gosto. Não é marra, nem nada. A realidade é que eu morro de vergonha. Aqui nos Estados Unidos eu sou muito conhecido, e quando vou no restaurante as pessoas pedem para tirar foto, nossa…Eu não sei explicar, é de mim. Quando isso acontece eu me sinto um avestruz, querendo colocar a cabeça dentro da terra (risos). Mas o carinho é legal, apesar da minha timidez.

E em relação à imprensa, existe algum problema particular? Você é um lutador top, mas se lê sobre você na mídia brasileira.

Se hoje em dia o MMA é grande no Brasil, é porque o Rodrigo Minotauro e o Wanderlei Silva carregaram o nome. Querendo ou não, o tempo passa, a galera vai evoluindo e a gente vai ficando velho. Os caras já não têm a mesma performance que tinham há 10 anos e começam a perder. E parte da imprensa vai e critica exageradamente, começa a colocar enquete perguntando se o cara deve se aposentar. Quando eu vi parte da imprensa criticando o Wanderlei, eu já odiei. Eu gosto muito do Wanderlei, sou realmente fã incondicional do cara. Outro é o Minotauro. Eu comecei a treinar Jiu-Jitsu porque vi o Minotauro finalizando todo mundo no Pride. Minotauro e Wanderlei para mim são inspirações. E quando vejo gente falando porcaria dos caras eu fico triste.

Sobre o primeiro doping você pouco falou. Gostaríamos de ouvir o seu lado.

Estava com três hérnias de disco nas costas, não podia nem andar direito, e estava sem dinheiro na conta. Eu tenho família, tenho que pagar as minhas contas como qualquer outro. Sou trabalhador, não sou bandido. Tomei a injeção nas costas. Eu sabia que ia acusar no doping e procurei fazer alguma coisa para camuflar. Fiz a minha decisão e me ferrei. Não sou melhor que ninguém, tenho muitos defeitos, muitos mesmo, mas não fico falando mal de ninguém, e não passo por cima de ninguém para conseguir as minhas coisas. Se eu tenho que prejudicar alguém, eu prefiro me prejudicar.

Sua duas últimas vitórias, contra o Brandon Vera e contra o Nedkov, foram convertidas para “sem resultado”. Mesmo assim você se considera o vencedor? E existe algum arrependimento?

Sendo sincero, eu não ligo muito para resultado. Eu sei que ganhei, e para mim isso é o que importa. Agora, lógico que eu cometi um erro. Caí no doping de novo, segundo escândalo consecutivo. Mas é aquele negócio: Errar é humano, e não sou de inventar desculpas, pois não sou moleque. Cometi erros na minha vida, apaguei, e não me arrependo. Estou pagando o que eu cometi. Claro, que se pudesse voltar atrás, eu voltaria. Mas não sou garoto para ficar dando desculpas. Sou maluco mesmo, quem me conhece sabe do jeito que eu eu sou. E agora é correr atrás do prejuízo.

Fonte: Chave de Braço

Anúncios

3 Responses to Thiago Silva abre o jogo e fala sobre carreira e casos de doping

  1. regina celia zanon ramos da silva disse:

    parabéns meu filho foi sincero em suas respostas provou que ainda tem princípios, boa sorte vá em frente sempreeeeeeeeeeee.

  2. o cara de coracao…. grande .. evoluindo.. poquihoa poquinho.. vc e fa de wamnderley eu sopu seu cara -… acredito seu prpoblema… tem muita gente esperamdo por vc de volta no octagono…. axo vc ja e u homen experiemte… os problemas da vida.. so sao pra nois fortalecer.. FORXA THIAGO. TUA FAMILIA ESPERA POR VC… UM DIA VOU TE CONHECER SIM EU TENHO QUE IR ATE BELO HORIXONTE U ATE SAO CARLOS TEM PROPBLEMAN NAO CARA… VAI THIAGO….. AGFNETE AINDA ACREDITA NO VC……. ABENCOADO……..

  3. thiago silva .. eu sou seu maior fan .. aconpanhei tudo da sua carreira… e tenhu certeza que quando vc se recupar disso .. vc vai pega akele sinturao dos meio pesados pra nos … vai gerra thiago

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: